Viver num pequeno vagão


Já que o assunto são técnicas e artifícios para ampliar espaços, não posso deixar de compartilhar essa com vocês!
As arquitetas Karina Leme e Fernanda Zarattini, de Campinas, em São Paulo, comprovam que com muito charme é possível ter tudo dentro de 23 m².  Sim, você leu corretamente, em 23 m²!
A proposta que elas apresentam na Campinas Decor, maior mostra de arquitetura, decoração e paisagismo do interior paulista, chama-se Loft da Jovem Viajante. Como a mostra esse ano se passou num prédio histórico de Campinas, uma antiga estação ferroviária, o desafio das arquitetas foi transformar um vagão de trem desativado num “pequeno lar” confortável , que possui cozinha integrada a uma sala, dormitório e banheiro muito charmosos. Confiram e inspirem-se nas imagens abaixo.
A fachada original do antigo vagão de 1910, foi valorizada com novos elementos e iluminação de LED
Bem vindo à bordo! A proposta das arquitetas foi preservar ao máximo a estrutura original, sem descaracterizá-lo
Foram criados ambientes com dupla função, exemplo: quarto/sala e cozinha/área para refeições com banheiro/closet. Essa é uma característica dos lofts originais

As profissionais abusaram de técnicas para trazer aconchego ao projeto. E conseguiram brilhantemente! Cores claras e espelho, para dar leveza e profundidade, e um painel, que dá unidade a todo o ambiente, foram utilizados. A base neutra e colorida em móveis e acessórios podem ser observados em todo o projeto

Dá a sensação que o banheiro/closet é mais espaçoso do que em muitos apartamentos
A madeira original foi mantida também neste local, valorizando a tendência de não se ter apenas piso frio nesses ambientes

Comentários

Postagens mais visitadas