Organizando o casamento



Todo casamento tem dois pontos importantes: a cerimônia religiosa e a recepção social. Portanto é preciso estar atenta às necessidades e prazos de ambos.
Para que você não fique desesperada, tentando fazer tudo ao mesmo tempo e agora a primeira coisa é enumerar as prioridades!
Em primeiro lugar é preciso contratar os fornecedores que possuem agenda, que são aqueles que trabalham apenas em um evento por dia. Pois se você perder a sua data não conseguirá ter ao seu lado aquele fotógrafo tão desejado ou casar naquela casa de festas linda!
Então, lá vai:
1) Casa de festa;
2) Local da cerimônia (OBS: não esquecer do casamento religioso e/ou civil- a papelada em si – e o curso de noivos);
3) Foto e filmagem;
4) Músicos para a cerimônia;
5) DJ;
6) Profissional para o dia da noiva;
7) Cerimonialista ;
8 ) Celebrante (se o casamento não for na igreja).
Depois desta fase, temos que contratar os itens manuais ou artesanais que precisam de tempo hábil para ser confeccionados. Como por exemplo, os noivinhos do bolo:
1) Noivinhos do bolo;
2) Lembranças artesanais;
3) Identidade visual, etc…
Na terceira fase temos os itens primordiais para o casamento, mas que não possuem agenda, como o vestido de noiva:
1) Vestido de noiva;
2) Lua de mel;
3) Hotel para noite de núpcias;
4) Sapato da noiva;
5) Roupa do noivo e padrinhos, etc…
 
 Uma quarta fase para os itens flexíveis, pois normalmente esses profissionais podem fazer mais de um evento por dia. São eles:
1) Bem casados;
2) Bolo e doces;
3) Buquê;
4) Decoração de igreja;
5) Convites;
6) Aluguel de carro, etc…
A última fase tem os detalhes finais: Bebidas avulsas, brindes de pista, porta aliança, bijuterias e tudo mais que a sua imaginação mandar para o Big Day ficar lindo!
Não é preciso terminar uma fase para iniciar a outra, se você encontrou uma boleira maravilhosa com um ótimo preço: Feche contrato. Não precisa esperar encontrar o vestido de noiva. Essas são apenas prioridades, para que você não se preocupe em fechar os bem casados se ainda não tem nem o fotógrafo.
Foco e prioridade são as palavras chaves de um bom planejamento.
Outra dica legal, principalmente para quem não tem cerimonialista… Delegue tarefas.
Claro que não é para obrigar o noivo a fechar contratos por ele mesmo, até porque só vai gerar estresse. Mas você pode, por exemplo, deixar a sua madrinha responsável por levar seus itens pessoais na casa de festa no dia do casamento. Combinar previamente quem vai buscar os bem casados e as bebidas (caso as empresas não entreguem) e ter um plano B – tipo, se o meu buquê não chegar, com quem posso contar para comprar um em cima da hora?
Anote nomes, telefones e decisões. Saia de casa alimentada e vá curtir o seu dia.
Com tudo organizado previamente, a chance de alguma coisa sair errado é muito pequena!

Comentários

Postagens mais visitadas