PLANTAS DENTRO DE CASA


Link to Casa de Valentina

Não é todo mundo que tem o privilégio de ter um jardim em casa, tampouco uma varanda no apê. Mas então como suprir aquele desejo de mexer na terra, cultivar uma horta ou manter o verde sempre por perto? Trazendo os vasos para dentro, oras. Agora, ter plantas na sala ou no quarto é quase tão importante quanto ter uma cadeira de design assinado. Elas trazem frescor, melhoram a qualidade do ar, alegram a vida...
Bem, o discurso todo é muito bonito, mas e na prática? Que plantas resistem mais em ambientes internos, que cuidados devemos tomar, qual o melhor lugar da casa para cultivá-las?... Todas essas dúvidas cruéis assolam o coração de quem ama a natureza, mas não sabe exatamente como trazê-la para a decoração. Quer dizer, não sabia.
Como a gente acredita que todo mundo mereça o seu "pedaço de jardim", entramos em contato com duas paisagistas queridas e experts nesse assunto: a Juliana Freitas, nossa colunista há muuuuito tempo, e Gigi Botelho, outra referência no assunto. Aqui elas respondem tudo o que vocês queriam saber sobre o tema!
Quais as plantas mais indicadas para ambientes internos? E as mais resistentes?
Juliana Freitas: As mais indicadas são justamente as mais resistentes, como Pleomeles, Rafis, Sanseverias, alguns Filodendros, Polyscias (que são as famosas árvores da felicidade), Aglaonemas...
Gigi Botelho: Plantas de folhagem verde bem escuro geralmente se adaptam bem a espaços internos, pois não estão acostumadas com a incidência direta do sol. A palmeira chamedorea, além de charmosa, é uma ótima opção. Pacovás, samambaias, rendas e zâmias são boas opções também. Lembrando sempre que o cômodo deve ser iluminado de luz natural.
Quais são os cuidados principais e as preocupações mais frequentes com essas espécies?
JF: Frequência da rega e quantidade de água, é muito comum as plantas morrerem por excesso de água, e aplicação de defensivos, as espécies que são colocadas dentro de casa são muito suscetíveis a doenças como fungos, por exemplo. E existem também alguns cuidados específicos de cada planta, como a Rafis, que precisa de água borrifada nas folhas com frequência para não ficar com as pontas escuras.
GB: Em resumo, vasos com drenagem benfeita, pouca água a cada dois ou três dias, retirada de folhas secas e amareladas, cuidados com a insolação... O básico.


Qual o melhor lugar para as orquídeas?
GB: Orquídeas se adaptam bem a ambientes com boa claridade, porém sem incidência solar direta nelas. Na natureza, elas se encontram fixadas em troncos e galhos, embaixo de árvores, onde recebem a luz solar filtrada pela copa. Espaços internos e varandas atendem esse requisito, desde que fixadas ou plantadas adequadamente. Em relação à rega, não é necessário muita água para a orquídea. Uma dica interessante é o uso do musgo junto do painel ou vaso onde ela se encontra, pois ele mantém a umidade necessária para a espécie.
Espécies inusitadas, como bananeiras, sobrevivem em espaços internos?
JF: Elas até sobrevivem, mas sobreviver não é o que devemos esperar de uma planta, certo? Nós esperamos que ela esteja vivendo saudável, forte e vistosa e isso não acontece com as plantas de sol, por exemplo, que são colocadas à sombra. Essas só sobrevivem o quanto sua energia suportar !!!
GB: Plantas tropicais, como a bananeira, precisam de muita luz solar, sol direto e muita água para viverem. A indicação de uso dessas plantas são espaços abertos e ao ar livre.




Fotos via Home Life Au | Design Love Fest | The Design Files | Andre Nazareth | Pinterest | Juliana Freitas
  
Posted: 19 Feb 2014 06:27 AM PST
Na decoração e na arquitetura, os limites entre interior e exterior estão cada vez mais entrelaçados. Os vãos ganham abertura total com portas de correr, as varandas se transformam em uma extensão do living com fechamentos de vidro, as plantas migram para a cozinha, o quarto, a sala... E essa integração só traz vantagens: a casa (ou o apê) fica mais leve e iluminada, com clima de aconchego e descontração. Fora que a relação com o verde é essencial para uma boa qualidade de vida, né? Principalmente para quem mora em grandes cidades.

E foi assim, graças a essa fusão entre o lado de dentro e o lado de fora, que as criações da Mac Móveis ganharam papel de destaque nos projetos - não só nas áreas externas, mas também migrando para dentro de casa. Porque mesas, bancos e cadeiras de fibra ficam lindos em qualquer cômodo, né? Então agora você pode mesclar móveis de diferentes estilos, mas com a mesma qualidade que a marca carrega desde sua fundação, em 1980. E para provar que uma decoração assim despojada pode ser também muito elegante, o Casa de Valentina montou um espaço de estar no showroom da Mac misturando itens de várias coleções.
O pufe de fibra faz dupla com o pufe de tecido estampado, compondo uma mesa de centro fora do comum - que além de tudo tem uma samambaia no lugar do clássico arranjo floral. O banco com assento de fibra e pés de madeira serve também como mesa lateral ou de apoio na hora da leitura, enquanto as poltronas macias com capas convidam a boas horas de relaxamento. Um ambiente sem complicação, mas delicioso para se estar e também contemplar.

Ahhhh, e aproveitando o gancho, temos um lembrete importantíssimo: a Mac Móveis está em liquidação de verão até sexta-feira agora, dia 21. Ou seja, é melhor você correr para aproveitar os descontos de até 70% off - vale a pena, viu?



Enquanto estávamos na loja da Mac Móveis, não resistimos e fotografamos outros espaços que também compõem o showroom em São Paulo. São cenários montados por arquitetos e designers parceiros da marca para mostrar o quão versáteis esses móveis podem ser, adaptando-se a diferentes estilos de decoração. Veja essas outras soluções e inspire-se para deixar a casa ainda mais bonita - dentro e fora.


Fotos Casa de Valentina por Julia Herman
  

Comentários

Postagens mais visitadas